logo
28/01/2019 01:38 (52 dias atrás)
Em virada emocionante, Marx Rocha garante título do ranking do Circuito RNPB.

A Etapa Final do Circuito RNPB de Poker conheceu seu campeão. Após chegar na etapa decisiva na quinta colocação, Marx Rocha fez mesa final em 3 dos 4 eventos, levou dois troféus para casa e garantiu o título da temporada, levando uma moto Bros 0km e uma vaga na Seleção Paraibana de Poker.


A etapa começou com 7 jogadores com chances de título. O líder Ewerton Bezerra se manteve na ponta com a mesa final do High Roller, primeiro evento da etapa. Na noite de sábado (26), o panorama mudou. Com o título no Super Knockout, Glauco assumiu a liderança. Como Ewerton foi o único dos 7 primeiros a não fazer Dia Final do Main Event, a conquista ficou quase impossível para o potiguar.


No Dia Final, Marx precisaria de um grande resultado para conquistar o título. E ele veio. Jogando o Main Event e o Last Chance simultaneamente, Marx conquistou o 5º lugar no Last e o bronze no evento principal, ultrapassando Glauco e garantindo o título do ranking.



Após a vitória, conversamos com Marx sobre os adversários, sua trajetória na temporada, dificuldades de jogar profissionalmente e prazer em fazer parte da Seleção. Confira:


Qual a sensação de levar o título do ranking do RNPB?


"É uma alegria imensa. Estou sem palavras. A competição foi acirrada até o final. Consegui fazer uma ótima etapa e ultrapassar os adversários, que só abrilhantaram a conquista. Macaquinho, Glauco, “Ewertinho”, Enio, Carlos, Soldado... Quero agradecer a minha esposa Alyssa, que me acompanha em todos os torneios, além dos amigos aqui. Fiz muitas amizades e ainda consegui o título".


Você é de Campina Grande/PB. Qual a importância de participar da Seleção Paraibana de Poker?


"Já fui para a Seleção em 2013, quando fui campeão paraibano. Será minha segunda vez. É um prazer enorme participar, sempre luto por um título estadual ou regional, como foi esse, para estar na Seleção".


Como foi sua trajetória na temporada? Houve um planejamento para concorrer ao ranking?


"Eu fiz uma etapa excelente aqui em São Bento, na primeira do ano. Não participei de Patos e em Caicó cravei o High Roller e fiz heads-up no Main Event. Brejo do Cruz foi outra etapa que não pude jogar inteira. Campina fiz outra boa etapa e aqui foi excelente. Não planejei concorrer ao ranking, mas quando vi que tinha chance, fiz o possível para participar e jogar tudo. No final deu certo".


Qual a importância desse título para você?


"É muito importante para a minha carreira. É um árduo caminho ser um jogador profissional de poker. Tem hora que a variância pega, dá uma desanimada, que você baixa a cabeça, e um titulo desse vem para levantar o ânimo novamente. Como meu amigo Thiago baruc fala: "Somos formados no poker". Abandonamos estudo, trabalho, para se formar no poker, e a gente tem que seguir, sempre em busca de resultados".


Marx se junta à Elton Marciano, o “Macaquinho”, e Alexandre Ferreira Gomes, o “Espanta”, como os únicos campeões do ranking do Circuito RNPB de Poker.