logo
15/12/2018 07:36 (96 dias atrás)
Guilherme Chenaud é bicampeão High Roller do Nordeste Poker Series e assume a liderança do ranking.

Se na quinta (13) o High Roller do NPS Grand Final já havia atingindo a maior marca de um Dia 1, com 139 entradas, o Dia Final, jogado nesta sexta (14), serviu apenas para confirmar as previsões, se tornando o maior High Roller da história do Nordeste Poker Series, superando os 164 da etapa de Fortaleza em 2017.


Ao total, foram 200 entradas, superando os R$ 190 mil de prize, praticamente dobrando o garantido de R$ 100 mil.


31 jogadores levaram uma fatia dessa premiação. A definição do bolha aconteceu rapidamente. Após Bruno Foster dobrar com AA x 66 no primeiro all in e call do hand-for-hand, o amapaense Israel Oliveira ficou com a ingrata posição, quando seu AK não superou o KK de Ivanhoé Cunha.


Enzo Stephani (26º - R$ 1.900), Ivanhoé Cunha (25º - R$ 1.900), Bruno Foster (23º - R$ 2.100), Allan Dyrstad (17º - R$ 2.550), Maxwell Aciole (15º - R$ 1.600), Matheus Melo (13º - R$ 3.100) e Diogo Lima (12º - R$ 3.100) deixaram a disputa dentro do dinheiro.


Pedro Rodrigues (9º - R$ 4.200) foi o bolha da mesa final oficial, quando seu QQ encontrou o AA de Guilherme Chenaud pela frente.



Em pé: Agostinho Barreira, Ivan Nogueira, Naomir Suassuna, Guilherme Chenaud

Sentados: Alan Guion, Darlan Almeida, Tales Alcantara, Diego Mendes.


O início da mesa final foi avassalador. Rapidamente Darlan Almeida (8º), Ivan Nogueira (7º) e Alan Guion (6º) deixaram a disputa. Diego Mendes fez mais uma mesa final do Nordeste Poker Series e caiu em quinto.


O potiguar Naomir Suassuna foi o bolha do troféu, enquanto Agostinho Barreira levou o bronze. O terceiro lugar deixou o cearense com um largo sorriso no rosto.


Guilherme Chenaud chegou em desvantagem no heads-up, mas após uma disputa de duas horas contra Tales Alcantara, o baiano levou a melhor e conquistou o bicampeonato do High Roller do Nordeste Poker Series.


Chenaud elogiou seu adversário do HU “O Tales joga muito bem. Depois de tantas horas eu esperava que ele não fosse tão bom, mas sabia que ele era. Foi bem cansativo, mas já tive alguns torneios assim. Tendo à alongar o máximo possível as disputas. Costumam cansar antes de mim”, comentou o campeão.


Chenaud e Tales acompanhando a mão final.


Após o bronze de Alen no OnFire na noite de quinta, assumindo a ponta no ranking, Guilherme mudou o foco “O ranking não influenciou em nada no meu jogo hoje. O Alen largou com uma vantagem grande então meio que desencabei, já que o High Roller ocupa o dia todo. Ele jogou o Main Event e outro paralelo, então foquei em ganhar aqui”, comentou, se referindo ao seu adversário na disputa pelo Corola 0km, prêmio do campeão da temporada. Alen se classificou para o Dia 2 do Main Event com 20 bb’s e ainda conseguiu um sétimo lugar no Turbo Knockout enquanto Chenaud jogava o High Roller.


Assim que conquistou o título, Guilherme foi informado que havia ultrapassado Alen “Passei? Não sabia. Irado. Estou amarrarão. Ainda vou pensar no restante da etapa, amanhã penso no que faço. Quero muito ser campeão. Tem sido uma batalha muito dura desde a primeira etapa. Qualquer coisa que acontecer será justo, porque os dois merecem ser campeões", disse.


Chenaud se juntou à Matheus Melo e Felipe Moraes como os únicos bicampeões do High Roller do Nordeste Poker Series “É a melhor estrutura do evento, então acabo me dando bem com estruturas mais lentas. No Main Event eu nunca chego. Tive umas duas reta finais, mas não me dou bem”, disse.


Confira a premiação dos finalistas do High Roller:


1º Guilherme Chenaud - R$ 42.000


2º Tales Alcantara - R$ 28.000


3º Agostinho Barreira - R$ 20.000


4º Naomir Suassuna - R$ 15.500


5º Diego Mendes - R$ 12.000


6º Alan Guion - R$ 9.000


7º Ivan Nogueira - R$ 6.800


8º Darlan Almeida - R$ 5.000